É menino ou menina: posso confiar no ultrassom?

Posso confiar ultrassom?

Gravidez é um período único, cheio de ansiedade e muitas descobertas. Desde que o exame de urina ou de sangue aponta o “sim”, muitas coisas começam a passar pela cabeça da mamãe e do papai. Alguns se emocionam e sentem que um sonho está para se realizar. Outros focam em ganhos financeiros, pensando que o bebê precisará de uma boa estrutura mesmo antes de chegar ao mundo. Mas uma reação é unânime: todos querem saber se a família irá ganhar um príncipe ou uma princesa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E isso não fica somente entre os pais, já que avós, tios, parentes e até os conhecidos se envolvem com a situação, querendo notícias a cada exame, a cada experiência e, mais adiante, até saber dos nomes escolhidos.

Mas quem está grávida sabe que todo passo é uma alegria e uma dúvida: “Será que isso é 100% confiável?”. Tudo porque a gestação é um momento cheio de perguntas, não só por conta dos hormônios da mulher, que estão a mil por hora, mas devido às mudanças que podem ocorrer. Quem nunca ouviu uma história de que alguém estava esperando um bebê e, de repente, em uma ultrassonografia ficou sabendo que eram gêmeos? Ou que todos achavam que fosse uma menina, mas ao nascer era um menino? Estas são algumas das muitas situações que acontecem e, por mais que as mães fiquem os nove meses apreensivas com a saúde do bebê, é uma fase deliciosa!

Porém, vamos focar no sexo da criança: é possível que o exame erre essa informação? Sim. As possibilidades de erro diminuem com o passar das semanas, mas até o bebê nascer há chances de erros. No primeiro ultrassom, por volta da 13ª semana, alguns médicos conseguem dar um palpite sobre o sexo do bebê, com uma margem de acerto de até 70%. Entretanto, tudo é baseado na estrutura conhecida como apêndice fetal e a sua posição relacionada ao tronco do bebê, já que a genitália do feto ainda não está formada nessa época.

“Eu sempre fui ansiosa, mas na minha primeira gestação eu vi que nem sempre compensa ser assim. A médica do Ultrassom Morfológico do 1º Trimestre me disse que suspeitava que fosse uma menina, mas que era para eu não comprar nada ainda até a 16ª semana, quando deveria fazer outro exame. Mas quem disse que eu resisti? Comprei toda a coleção de princesas para decorar o quarto, roupinhas, quadrinhos e até a poltrona de amamentação rosa. No outro exame eu fiquei sabendo que estava grávida de um rapazinho e tive de me virar para trocar ou vender o que havia adquirido e comprar tudo para menino. Nunca mais coloco os pés pelas mãos!”, conta a vendedora Camila Albuquerque, mãe do Pedro Henrique, que agora está com oito meses de vida.

E o pensamento da nossa leitora está certo, sendo o recomendado pela grande maioria dos profissionais. Ou seja: enxoval e todos os detalhes azuis, rosa ou na cor escolhida só devem ser comprados a partir da 16ª semana completas de gestação, que é quando será possível confirmar o sexo do bebê, porque a genitália está formada. Lembrando que o feto precisa estar em uma posição que ajude, pois com a perninha cruzada não é possível afirmar nada. E, se isso acontecer, mais uma vez a mamãe e o papai precisam esperar pelo próximo ultrassom, que será por volta da 20ª semana.

 

Menino menina posso confiar ultrassom?

Quando a curiosidade fala mais alto 

Os que desejam saber o sexo do bebê o quanto antes podem recorrer ao Exame de Sexagem Fetal a partir da 9ª semana de gravidez. Desta época em diante, o acerto teórico do exame é de 99%, já que ele busca o cromossomo Y no sangue da mãe. Se estiver presente é menino, caso contrário, a gestação é de uma menina. Demora cinco dias para ficar pronto e o valor varia de acordo com o laboratório.

Porém, no caso de gêmeos é importante lembrar que só é possível confirmar se forem duas meninas, pois se um dos bebês for menino, todos os DNAs ficarão misturados e nada será determinante.

 

Como ter 100% de certeza?

A única maneira de ter total certeza do sexo da criança antes de ela nascer é com a retirada de material do feto para um estudo detalhado dos cromossomos do bebê, geralmente feito pela biópsia de vilo corial. Mas esse exame não tem o objetivo de saber se é menino ou menina, mas sim possíveis doenças em caso de suspeita.

Ou seja: mamães e papais, tudo tem a sua hora certa. Pensem que o ditado popular “O importante é ter saúde” faz muito bem nessas horas. Se der para saber o sexo da criança o quanto antes, ótimo, se não der, será amado ou amada do mesmo jeito. Afinal, quem consegue não amar um filho ou uma filha? São as garantias do sentimento mais puro que existe!

Leia também: Posso escolher o sexo do bebê na relação sexual?

Por Priscilla Silvestre

 

Crédito imagem: www.getbabyincontrol.com

1 COMENTÁRIO

  1. Comigo aconteceu um enorme erro,na minha ultrasom morfológica o medico me disse com certeza ue seria mãe de uma menina,qndo sai do hospital q fiz o exame ja fui comprando algumas coisas de menina,toda empolgada,maa faltando alguns dias para mim poder ganhar o nenem,senti fortes dores e fui parar no hospital,mas lah so me consultaram,logo no outro dia e tinha minha consulta de Pré natal marcada,a Dr.pegou e passou outra Ultra para ver o baby,fui fazer e qndo me chego na clinica e começo a fazer o exame o medico me pergunta se ja sabia do sexo,falei q era uma menina,ele pega e fala comigo q estava completamente enganada pois era um garotão!
    Nossa tomei um susto de imediato;e pensei o q vou fazer com todo meu enxoval,que por sinal ja estava tudo pronto para a qualquer momento ir para a maternidade,acabou q meu fillho lindo nasceu dois dias depois e nao deu tempo de comprar nada para ele usar,q ainda nasceu em pleno domingo e na segunda um belo de um feriado de nossa senhora de Aparecida,coitadinho usou roupinhas usadas para sair do Hospital,mas graças ah Deus nasceu com muita vida e saúde!
    E o medico eu entreguei ele nas maos de Deus!!!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here