Acerte na atividade física durante a gestação

Que fazer exercícios físicos traz diversos benefícios, isso todos sabem. No entanto, durante a gravidez ainda há muitos mitos, medos e preconceitos em relação a eles, mesmo porque essa fase da vida da mulher envolve muitos “nãos”. A gestante não pode segurar peso, a gestante não pode fazer força, a gestante não pode comer de forma exagerada, a gestante não pode isso, não pode aquilo e não! Ou seja: como aliar a saúde do corpo ao que é permitido para a grávida?

Para isso, mais do que saber os tipos de exercícios que a grávida pode fazer, a preocupação fica em torno da intensidade, da duração e da frequência que estes exercícios devem ter. A educadora física e personal trainer Milena Nogueira, também esposa do sambista Diogo Nogueira, salienta que antes de tudo a mulher deve buscar o profissional que entende da sua saúde. “Antes de começar qualquer tipo de atividade física durante a gestação consulte o seu médico e verifique se pode fazê-los, com qual intensidade e frequência. Depois disso, procure um profissional de educação física que possa te acompanhar durante a gestação toda”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A gestante deve priorizar o seu bem-estar e o seu conforto, por isso precisa selecionar roupas e calçados compatíveis com a atividade. Além disso, deve sempre prestar atenção nos seus limites. “Um dos melhores exercícios para mulheres grávidas é a caminhada, porque ela ajuda a manter a forma sem sobrecarregar joelhos e tornozelos. O ideal é se exercitar ao menos três vezes por semana, já que a falta de rotina eleva os riscos de ferimentos e também não proporciona todos os benefícios de saúde que você procura”, lembra Milena.

 

Cuidando do corpo dentro da água

Hidroginástica durante gravidez

Outra opção que as mulheres tem é a piscina. A hidroginástica, tão procurada pelas gestantes, causa pouco impacto e ainda exercita todo o corpo. Cada uma pode fazer o treino que tiver na permissão médica e nos seus limites, mas a diversão é sempre garantida, assim como o alívio na coluna.

Há também a hidroterapia, que apesar de ser igualmente na água, não tem ligação com a hidroginástica. Ela é realizada com o acompanhamento de um fisioterapeuta e é utilizada por pessoas com problemas neurológicos, idosos, grávidas e atletas que sofreram alguma lesão. “Cada vez mais o método tem sido utilizado no meio ortopédico para a reabilitação de lesões e alívio das dores. Já no caso das gestantes, elas precisam da indicação do obstetra, mas as sessões ajudam muito na melhora da circulação e diminui o inchaço e as dores nas costas, causadas pelo excesso de peso da barriga”, comenta Claudia Wanderck, fisioterapeuta e diretora da Long Life Fisioterapia.

  

Passo-a-passo da sua ginástica

Anote aí as dicas que a personal trainer Milena Nogueira deixou para as futuras mamães não errarem antes, durante e depois da sua ginástica!

– Evite atividades com mudanças de direção e giros, pois há riscos de quedas e entorses por diminuição do equilíbrio e frouxidão ligamentar;

– Fuja de atividades com saltos e corridas, pois de maneira geral são atividades intensas e, além disso, prejudicam o assoalho pélvico, aumentando o risco de incontinência urinária;

– Não realize exercícios sem se alimentar, há riscos de hipoglicemia (diminuição da glicose no sangue) e o mesmo risco pode acontecer se a atividade for muito intensa ou prolongada (mais de 45 minutos contínuos);

– Qualquer exercício realizado nesta fase deve ter intensidade leve à moderada;

– Opte por exercícios aeróbios como caminhada, natação, ciclismo, hidroginástica, entre outras;

– Todo exercício deve ser feito de forma personalizada, levando em consideração cada gravidez;

– Beba água antes, durante e após a atividade.

Por Priscilla Silvestre

 

 

 

Milena Nogueira

Milena Nogueira

Site: MilenaNogueira.com.br

Long Life Fisioterapia

Tel.: (47) 3323-8145

Site: FisioterapiaLongLife.com.br

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here