O berço do seu bebê é seguro?

Berço bebê é seguro

Depois do caso ocorrido em Minas Gerais no mês de fevereiro deste ano, em que um bebê morreu asfixiado entre o vão e o colchão do bercinho Nanna, da marca Burigotto, a empresa foi obrigada a fazer o recall do modelo (além da suspensão do uso), que tinha mais de 200 mil unidades no mercado, mas ainda assim muitos pais e mães continuaram preocupados. Afinal, como ter certeza de que o berço é bom na hora de comprá-lo?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pensando nisso, o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), baixou uma portaria com normas mais rígidas de segurança, tentando suprir o receio dos pais. Além disso, lançou uma consulta pública para a revisão das normas de segurança, englobando os 337 modelos de berços existentes e registrados no instituto. Embora esta nova regulamentação esteja com a sua publicação prevista para o final de 2015, vale a pena os fabricantes começarem desde já a se adequar. Dentre elas, há algumas que podemos destacar:

– Certificação de berços pendulares ou de balança, assim como os que tenham menos de 90 cm de comprimento, obrigando que esses produtos sigam uma série de exigências para poderem ser vendidos;

– Nos bercinhos convencionais, as grades de proteção precisam ser fixas e não mais com laterais móveis.

Na última segunda-feira, em entrevista ao Bom Dia Brasil, jornal da Rede Globo, Leonardo Rocha, que é chefe da divisão da fiscalização do Inmetro, disse que essas mudanças buscam a melhora desse contexto. “O mapeamento que fazemos do banco de acidentes se mostra com certo grau de risco. De tempos em tempos você analisa e reavalia a sua regulamentação, com vistas a aperfeiçoá-la”.

 

A grade móvel é útil nos bercinhos?

A Tulipa Baby, empresa que trabalha com diversos itens para bebês, entre eles os berços, fez um vídeo institucional explicando a questão das grades de segurança.

Isso porque eles receberam diversos telefonemas de clientes questionando sobre o assunto, o que resultou nesse material informativo e esclarecedor. No vídeo é esclarecido que as grades são um recurso inventado para que as pessoas consigam ter conforto ao pegar o bebê no berço, já que por valores de preço e imponência alguns produtos ficaram mais altos, o que torna tudo isso desnecessário e perigoso.

Além disso, é dito que a norma do Inmetro, com o selo de permissão aos berços desse jeito, foi feita um pouco antes da pesquisa dos EUA mostrando cerca de 30 mortes de bebês por acidente com as grades móveis em uma década. E que a regulamentação brasileira é baseada nos padrões europeus, onde não se usa berço com grades móveis, portanto, sem ter problemas, esse assunto não é lembrado na Europa. Mas aqui eles apareceram e necessitam de ajustes.

 

Veja o vídeo na íntegra:

Em tempo: A empresa Burigotto informou que achou uma solução para o berço Nanna, agora de acordo com as novas exigências do Inmetro, por isso, os consumidores já estão recebendo esse kit em suas casas.

Por Priscilla Silvestre

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here