A criança cresceu: como adaptar o quarto?

Quarto bebê enxoval azul marinho ursinhoA arquitetura e a decoração de um quarto de criança mudam conforme a idade dela vai aumentando. Isso, claro, porque o bebê tem as suas necessidades características, as quais vão sumindo e mudando com o seu crescimento.

O berço dá espaço à cama, o trocador fica obsoleto, as cores neutras ganham mais vibração em tons vivos, o décor passa a fazer mais menção à personalidade da criança (já que agora ela tem o seu próprio gosto) e outras muitas adaptações devem ser feitas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Está enganado quem pensa que é preciso fazer uma grande reforma para que o quarto, que antes estava todo adequado para o dia a dia de um bebê, se molde à rotina da criança mais crescidinha. Fabiana Visacro, designer de interiores, instrui como reutilizar alguns móveis.

“A bancada do trocador pode virar um local de estudos ao receber cores e efeitos novos. Com massa corrida e tinta colorida cria-se um lindo efeito de pátina. Prateleiras e nichos podem ser transformados em suporte para livros. O berço dá espaço para a cama, que pode vir com outra auxiliar acoplada para receber os amiguinhos. O armário do bebê, geralmente branquinho, pode ganhar pecinhas de cristal ao redor dos puxadores para as meninas ou adesivos de super-heróis para os meninos”.

Todos os papais e mamães que desejam mudar o cantinho da criança devem se lembrar de que sempre é possível reaproveitar as cores do quarto. Apostar em tons tradicionais para a base, mas de uma forma mais original, sempre é uma ótima saída de não precisar pintar o quarto de novo.

“Os tons secos, quando ganham aspecto aveludado, tornam o ambiente mais acolhedor e sofisticado. Já cores como o rosa pode ser transformado em nude ou rosé”, indica Fabiana. Use e abuse da criatividade!

 

Adaptar ou apostar na versatilidade?

Se com o passar do tempo a criança exige novas mudanças, por que não deixar que o espaço fique apto para tudo isso de um jeito prático? As arquitetas Luciana Araújo e Nathália Otoni, da Óbvio Arquitetura, explicam que isto já pode ser feito com antecedência.

“O quarto de bebê pode ser projetado para continuar funcional até a adolescência e sofrer o mínimo de alterações ao longo do tempo. Para isso, a decoração deve ser pensada de forma neutra, para tornar o cômodo versátil”.

Pensar no futuro é primordial na hora de montar um projeto de quartinho de bebê.

“Acreditamos que todos os projetos devem ser pensados para ter longa duração. O quarto de bebê é o principal exemplo disto, uma vez que ele cresce muito rápido e todo o mobiliário pode ser perdido. Para minimizar a perda, é interessante projetar o mobiliário para que ele possa ser mantido posteriormente. A melhor forma de fazer isto é pensar em um mobiliário multifuncional”, alertam Luciana e Nathália.

 

Trocador bebê preparado virar mesinha estudo

No quarto cor-de-rosa, por exemplo, o trocador foi feito com a intenção de virar uma mesinha de estudos no futuro. As prateleiras, que hoje guardam as bonecas, terão livros, materiais escolares e outros objetos didáticos.

O fundo rosa poderá ser pintado com um novo tom, dando uma nova atmosfera ao lugar, além de a menina usar a parede abaixo das prateleiras para um mural de fotos, quadro de recados ou anotações. Muito versátil!

 

Quarto bebê espacial azul vermelho

Neste quarto espacial, a arquiteta Érica Salguero colocou o berço estrategicamente em um lugar que futuramente receberá uma cama. O tema do dormitório também foi pensado para mais além, já que os detalhes mais infantis ficaram por conta de bonecos, que podem ser trocados.

As cores mais fortes, o papel de parede e o espaço para brincadeiras foram idealizados para a infância da criança, tornando-o facilmente adaptável.

Agora que você já sabe como mudar o quarto do seu príncipe ou princesa, que tal pensar nas adaptações para o futuro?

Por Priscilla Silvestre

 

 

FornecedoresFabiana VisacroFabiana Visacro

Tel.: (31) 8315-2797

Site: FabianaVisacro.com.br

Luciana Araújo Nathália Otoni Óbvio Arquitetura

Luciana Araújo e Nathália Otoni – Óbvio Arquitetura

Tel.: (31)3293-3900

SiteObvio.arq.br

1 COMENTÁRIO

  1. Soy española, pero más o menos entiendo el portugués. SIn querer he llegado a esta web y me ha resultado muy interesante este artículo. Me ha dado un montón de ideas.
    Un saludo

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here