Transforme o quarto em um ambiente funcional

Quarto princesa Casa Cor Minas GeraisNão há como negar que o quarto da criança é o seu mundo. Por mais que o pequeno brinque com os amiguinhos, conviva com os animais, interaja com os adultos e, dependendo dos casos, vá à escolinha, será no seu cantinho que ele deixará a sua imaginação correr solta e terá muitas das melhores experiências da sua infância.

E é nessas horas que os pais erram, entupindo o ambiente de objetos e, num espaço poluído visualmente, o pequerrucho não convive em uma atmosfera só pra ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para ajudar os adultos na hora de projetar o quarto da criançada, alguns profissionais dão dicas valiosas, afinal, infância é sinônimo de ser lúdico. “Para fazer esse tipo de projeto é muito importante ouvir a criança e se colocar no lugar dela.

É preciso uma marcenaria onde tudo fique ao alcance dos pequenos, em que as peças não sejam muito pesadas, para que possam ser deslocadas com facilidade e que, se por algum motivo cair, não cause algum acidente grave”, explica a designer de interiores Iara Santos.

 

Mesinha cadeirinha provençal quarto meninaE foi exatamente isso que a arquiteta Ana Paula Carneiro pensou para montar a mesinha do “Chá da Tarde”, no seu projeto para a Casa Cor. A dona do quarto pode usar esse espaço para desenhar, pintar, brincar com as amiguinhas, com as suas bonecas, estudar e ainda comer, até mesmo fazendo de conta ser em um “palácio”, como simula a atmosfera do seu quarto. Uma gracinha!

Saiba mais sobre esse quarto cinza com dossel estilo princesa!

 

Unindo versatilidade à diversão 

A arquiteta e urbanista Carmen Calixto explica os benefícios de um projeto que agrega o lúdico com a marcenaria funcional: “Um quarto infantil bem projetado proporciona espaços para guardar e organizar os objetos da criança, para os estudos, atividades prazerosas e de lazer. Além disso, também fica mais fácil para os pais e para as crianças manterem o quarto organizado”. Essa técnica é muito bem-vindo principalmente em quartos pequenos, em que a versatilidade ajuda a aproveitar da melhor maneira possível os poucos espaços disponíveis.

 

Espaço para colocar livros“A fase infantil dura muitos anos e é muito ruim não incentivar que a criança viva completamente esse período incrível”, salienta Iara. Até para ressaltar essa sua linha de pensamento que a profissional usou e abusou desse recurso em um dos seus projetos.

Ela avalia: “Em um trabalho recente, criei na cabeceira da cama uma marcenaria em círculo, onde a própria criança pudesse brincar com os carrinhos, fazendo disso uma pista. Em outro, como a criança adorava desenhar, criei móveis da altura dela, com nichos porta-lápis de cor para estimulá-la a desenhar. Essas intervenções conectaram ainda mais as crianças ao ambiente”.

 

cabeceira cama marcenaria círculoCarmen também usa a marcenaria prática em quartos infantis, buscando resultados divertidos, coloridos e bastante funcionais. “O filho de um cliente gostava muito de livros, então, optei por um espaço de exposição para os livrinhos ficarem sempre à mão da criança. Outra ideia foi usar gavetões em acrílico ao longo de uma bancada para que a criança pudesse guardar os brinquedos e acessá-los sempre que desejar, além de vários nichos”, detalha a arquiteta. Haja praticidade!

Portanto, na hora de criar o quarto da criança, lembre-se de que ela precisa ficar à vontade. Não adianta fazer um ambiente lindo, mas cheio de perigos ou proibições. Se é o cantinho especial do príncipe ou da princesa, ele ou ela também precisa opinar. Coloque tudo na balança e deixe o cômodo digno de uma infância maravilhosa!

Por Priscilla Silvestre

 

Fornecedores Iara Santos Carmen Calixto Ana Paula Carneiro

Iara Santos – Designer de Interiores – Tel.: (31)99613 7188
—————————————————
Ana Paula Carneiro – Arquitetura – Tels.: (31)3267-2104 e (31)99194-2144
—————————————————
Carmen Calixto – Arquitetura – Tels.: (31)99813-7570 e (31)3586-8616
—————————————————

Compartilhar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here